SODOMA E GOMORRA

* O pecado de Sodoma: a falta de hospitalidade

A história de Sodoma é a mais famosa passagem bíblica que trata da homossexualidade. Ela está no livro do Gênesis, capítulo 19, versículos de 1 a 11.

Para que você entenda a contento o que a Teologia Inclusiva defende, pede-se encarecidamente que, antes de continuar a leitura desta página, leia esta passagem de Gênesisem sua Bíblia.

Nas regiões desérticas como a de Sodoma, permanecer ao relento exposto ao frio da noite podia ser fatal. Logo, uma regra básica daquela sociedade era oferecer hospitalidade aos viajantes.Esta regra era tão séria que proibia o ataque aos inimigos que tivessem recebido oferta de abrigo para o descanso noturno. Assim, fazendo o que era certo, seguindo as leis de Deus, Ló recusou-se a expor seus convidados ao abuso dos homens de Sodoma. Fazê-lo significaria violar a lei da sagrada hospitalidade. Até mesmo Jesus entendia o pecado de Sodoma como o da falta de hospitalidade (Mateus 10:5-15). Outras passagens da Bíblia afirmam a mesma coisa de maneira bastante clara. Há outras referências bíblicas a Sodoma: Isaías 1:10-17 e 3:9, Jeremias 23:14 e Sofonias 2:8-11. Os pecados listados nestas citações são a injustiça, a opressão, a parcialidade, o adultério, as mentiras e o encorajamento dos pecadores.

“E, se ninguém vos receber, nem escutar as vossas palavras, saindo daquela casa ou cidade, sacudi o pó dos vossos pés. Em verdade vos digo que, no dia do juízo, haverá menos rigor para o país de Sodoma e Gomorra do que para aquela cidade.”  Mt 10:14-15


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s